Morre o ator Cecil Thiré, aos 77 anos
09/10/2020 14:39 em Novidades

O ator Cecil Thiré faleceu nesta sexta-feira, no Rio de Janeiro, enquanto dormia. Ele morava no bairro do Humaitá. Cecil era filho único de Tônia Carrero e do artista plástico Carlos Arthur Thiré.,Ele tinha 77 anos, era casado desde 2006 com Nancy Galvão e deixa quatro filhos (dos quais três são atores: Luisa, Carlos, Miguel.Thiré, frutos do casamento com Norma Pesce; além de João Cavalcanti Thiré, de seu casamento com Carolina Cavalcanti) e sete netos. Thiré sofria de Mal de Parkinson

Há pouco mais de dois anos, durante a cerimônia de cremação do corpo de sua mãe, Tônia Carrero, ele foi flagrado pela imprensa em uma cadeira de rodas, bastante abatido. À época, Leonardo Thierry, sobrinho de Tônia e primo do ator, disse que Cecil ficou muito abalado com a perda da mãe. Tônia faleceu aos 95 anos, vítima de uma hidrocefalia oculta, doença congênita que herdou da mãe dela, Zilda Portocarrero. Cecil, aliás, estava se tratando com o mesmo neurologista que acompanhava Tônia.

Seu primeiro trabalho foi aos 18 anos, como assistente de direção de Ruy Guerra, no filme "Os Fuzis". Ele atuou em novelas como “Roda de Fogo”, “Top Model” (como o Alex Kundera) e “A Próxima Vítima” - onde interpretou o inesquecível Adalberto.  Também passou pela Record, onde compôs o elenco de "Cidadão Brasileiro", de Lauro César Muniz. Por lá, também fez "Vidas Opostas", de Marcílio Moraes. No teatro, dirigiu nomes como Lucélia Santos, em "Transe" (1976). Na década de 1990, Cecil participou do espetáculo "A Paixão de Cristo", apresentado em Angra dos Reis e nos Arcos da Lapa, no Rio de Janeiro, no papel de Pôncio Pilatos

Fonte: O Tempo

COMENTÁRIOS
PUBLICIDADE