Abastecimento nos supermercados deve ser normalizado em breve
03/11/2022 14:28 em Economia

Em todo o país, bloqueios nas rodovias feitos por bolsonaristas que contestam o resultado das eleições têm afetado o fornecimento de produtos em postos de gasolina, supermercados, indústrias e hospitais.

“Importante dizer que o setor de supermercados sempre se preocupou com o abastecimento e, nestes dias, quando começamos a ter o problema das interdições, os supermercados buscaram alternativas para que o consumidor tivesse um menor sofrimento”, afirmou. De acordo com Correa, produtos in natura, como carnes, leite, hortaliças e frutas foram os mais afetados pelos bloqueios bolsonaristas. Entretanto, em São Paulo, a grande oferta de rotas alternativas foi um fator que ajudou na mobilização para driblar o problema: “As empresas têm diversos centros de distribuição que são próximos dos pontos de vendas. A Apas tem associada a ela 4,5 mil pontos de vendas. Estradas como o rodoanel, as marginais e as grandes estradas que vão para o interior têm a possibilidade de ter um caminho interno. Em um momento inicial, os caminhões ficaram parados nas barreiras, mas em um segundo momento começou-se a fazer o abastecimento internamente pelas cidades e com caminhões menores”.

 

Fonte: Jovem Pan

COMENTÁRIOS
PUBLICIDADE