Brasil impõe virada épica e bate Argentina no vôlei masculino nas Olimpíadas
26/07/2021 13:13 em Esportes
Pela segunda rodada do Grupo B do torneio masculino de vôlei das Olimpíadas de Tóquio, o Brasil enfrentou a Argentina e venceu por 3 sets a 2 (19/25, 21/25, 25/16, 25/21 e 16/14), conquistando a segunda vitória consecutiva na competição. Enquanto, os brasileiros entraram em quadra com o favoritismo e em busca de mais um triunfo, após superar a Tunísia na estreia, os argentinos perderam o primeiro jogo para a equipe representante do Comitê Olímpico Russo e buscavam a recuperação.
O jogo
Forçando muito o saque desde o início, a Argentina quebrou o passe brasileiro e impôs dificuldades logo de cara. Após algumas alternâncias na liderança do placar, os argentinos fizeram 15 a 14 e abriram vantagem. Com o levantador De Cecco inspirado, um ataque que acertava quase tudo e uma defesa sólida, que proporcionou grande volume de jogo, a seleção argentina deslanchou no set e fechou em 25 a 19.
O segundo set começou da mesma maneira, com a Argentina quebrando o passe do Brasil. Logo os argentinos abriram vantagem e chegaram à maior diferença de pontos quando fizeram 12 a 8. Renan Dal Zotto mexeu no time, colocou Douglas no lugar de Leal e o Brasil melhorou, com Lucarelli entrando no jogo. Os argentinos seguraram a reação, não permitiram a virada e voltaram a abrir na reta final. Solé atacou para fechar o set em 25 a 21.
Depois do começo ruim, o Brasil entrou no jogo no terceiro set. Renan Dal Zotto promoveu a entrada do levantador Fernando Cachopa, o que ajudou o ataque a brasileiro a entrar no jogo de vez. Leal, Lucarelli e Lucão, apagados no primeiro tempo, brilharam ao lado de Wallace - que já vinha bem. Somado a isso, os argentinos erraram muito e viram os brasileiros abrirem 4 pontos logo no início. Bastou administrar - e aumentar - e aumentar a vantagem até o fim do set, que terminou com uma bela pegadinha de Cachopa: 25 a 16.
O quarto set foi bastante tenso. A Argentina começou melhor e chegou a ter seis pontos de vantagem por algum tempo, até o momento em que fez 14 a 9. O Brasil mexeu, Bruninho voltou ao jogo, Alan substituiu Wallace, e os argentinos não conseguiram manter o ritmo. Após uma sequência de 5 a 0, o Brasil virou a partida com um 19 a 18. Aproveitando o embalo - e alguns erros da Argentina, a seleção brasileira fechou o set em 25 a 21 e empatou em dois sets.
Em um quinto set muito equilibrado, Leal foi decisivo para o Brasil, que venceu por 16 a 14, conseguindo a virada.
COMENTÁRIOS
PUBLICIDADE